Portal Para a Morte

sábado, 27 de abril de 2013

O Eixo

Imagem do arquivo pessoal.

Da morte de onde vim,
nada aprendi.
Apenas olhei do eixo tenaz
a dança do "Puntillero".

Um demônio falto de dor,
consumido pela ambição congênita
que o corvo ao nascer abominou
em seu calvário de satanás.

Olho a lazeira que vives, sinto
a náusea cruel da tua vida amargurada.
Cultivas no coração a clavina,
que te matará com um só desgosto.

Fui empurrada do eixo,
caí nódoa e sem esmo
para viver em nível,
sem dor e sossegada.

                Janice Adja

"Plágio é crime e está previsto no Artigo 184 do Código Penal".

31 comentários:

  1. Bela poesia Janice.
    Bom fim de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lico que bom você aqui.
      Uma semana de muita paz.
      Beijos!!

      Excluir
  2. O Eixo, interpreto nos ossos do corpo humano.
    O Eixo, interpreto no equilíbrio mental.
    Bom Findi Janice
    Jinh ♥ s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal sua interpretação.
      Um bom final de semana.
      Beijos!!

      Excluir
  3. Olá!
    Janice
    pode não ter aprendido nada,mas deve ter observado que quem vive amargurado e com ambição, não viverá e nem morrerá sossegado nunca...
    Obrigado pelo carinho da visita
    Boa semana
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado você também.
      Sua visita é importante para mim.
      Beijos!

      Excluir
  4. Que dia o de hoje, tive um dia meio complexo por causa da infame declaração do imposto de renda, para pagar ao César maldito o que é dele. E agora, cansado na frente do computador, vejo uma pessoa que sei que me acompanha a algum tempo, e que eu muito ingratamente nunca tinha visitado o blog.
    Isso não importa mais, salvei seu blog nos meus favoritos, pq geralmente de 15 em 15 dias visito blogs que gosto e gostei muito do seu.
    não vou fazer nenhum comentário em específico para esta postagem, mas identifico algumas coisas muito rapidamente: a busca do novo, a nova palavra, o novo adjetivo, vocabulário inusitado.. mas vc não me engana janice rsrsrsrsrsr o eixo é a espada do toureiro e a morte certamente traz sossego a quem já levou tantas estocadas.
    Se vc é o touro, quem te matou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto do teu blogger. Realmente sempre estou por, rsrsrsrs.
      Quem me matou ???? Quem sabe a humanidade, os mais próximos. . . vai saber.
      Obrigado pela visita e venha sempre que possível.
      beijos!!

      Excluir
  5. Olá!
    Janice
    Boa tarde
    Obrigado pelo carinho de sempre
    Boa terça feira
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrsrsrrs,
      Não precisa agradecer.
      Gosto de ler o que você escreve.
      Beijos!!

      Excluir
  6. Olá amiga Janice.

    Poesia triste e amargurada.
    Precisas saltar esse eixo da tua vida e tentar ser feliz.

    Desculpa a ausência, ainda estou em recuperação.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que houve para esta recuperação??
      Espero teu retorno.Beijos!!

      Excluir
    2. Olá Janice.

      Amiga, estou a recuperar de uma infecção na vesícula. Daí a ausência forçada, mas temporária.

      Beijinhos,

      Cris Henriques

      http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

      Excluir
    3. Não sabia que estava doente. Melhoras para você!!
      Beijos|!!

      Excluir
  7. Da morte eu também não aprendi nada, além da dor, da perda e da saudade...

    Acho que aprendemos mesmo é com a vida minha amiga, essa que nos é tão madrasta tantas e tantas vezes...

    Adoro a tua escrita, sigo me espelhando nos teus textos, e acho que ando me saindo bem...

    Janice, o livro que te mandei chegou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos sempre vindo de algum lugar.
      Antes eu vivia como zumbi, querendo me libertar de algo, hoje livre, vivo mais tranquila. Mesmo percebendo que as pessoas queiram me exterminar.
      Você percebeu bem.
      Janaina, obrigado pela visita , volte sempre que possível.
      Beijos!!

      Excluir
  8. Gostei da sinceridade e intensidade. Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Al Reiffer, olá!!!
      Obrigado pelas visitas.
      Volte sempre.
      Beijos!!!!

      Excluir
  9. Temos de ter algo para nos fortificar.
    Bela palavras.
    Parabéns!!

    ResponderExcluir
  10. Querida, tenho vindo aqui muito pouco. Tenho feito um trabalho voluntário na "A Casa da Mãe". Estou gostando e quando chego em casa, estou morta de cansada.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito gratificante um trabalho assim.
      Parabéns!
      Beijos!!!

      Excluir
  11. Morri. Fim....

    Li os outros posts também.
    Menina, vc é uma incógnita! Gosto do que escreve....
    Parabéns pelo dom da poesia... isso é muito raro e poucos fazem com tanta intensidade.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.
      Volte sempre que possível.
      beijos!!

      Excluir
  12. Sensacional, Janice! Quer forte e intenso...gosto disso!!

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom gostou, fico feliz.
      Muito obrigado.
      Beijos!!

      Excluir
  13. Particularmente sou fã desse tipo de poesia, gostei muito do que li por aqui e claro que dá tempo de participar o link pode ser adicionado por uma semana.

    ResponderExcluir

Vamos movimentar este blogger.
Deixe seu comentário.