Portal Para a Morte

domingo, 18 de novembro de 2012

O Tempo das Velas

Imagem do arquivo pessoal.

Enquanto durmo,
as velas queimam
iluminando meu sono
de futuro escuro.

No tempo em que durmo,
o céu fecha a cortina
com a tempestade de um tsunami.
E as velas queimam
iluminando meu sono.

Enquanto durmo,
corvos e borboletas loucas
disputam voando
um lugar no espaço.
E as velas queimam
iluminando meu sono.

No tempo em que durmo,
o sol não queima minha pele
e transpiro o enxofre do corpo.
E as velas queimam
iluminando meu sono.

Enquanto durmo,
meus pensamentos não mudam.
E as velas queimam
iluminando meu sono.

No tempo em que durmo,
pessoas seguem ao túmulo
com os olhos encharcados de medo.
E as velas queimam 
iluminando meu corpo
no ritual desta necrolatria.

Enquanto durmo,
o sol deixa o céu vermelho.
E as velas,
já não queimam 
iluminando meu corpo.

Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610."

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Melancolia

       


Melancolia,

é um estado depressivo,
é uma vontade imensa de
ficar no parapeito olhando
a vida acontecer
sem interferir e nem ser notada.

É quando o silêncio grita mais alto e você não percebe que já morreu.


                         Janice Adja.



                       "Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610."













domingo, 23 de setembro de 2012

Promessas

Imagem do arquivo pessoal.

Abjurarei a mais fecunda terra
os extratos mais doces
e não exorarei por ti.

Voarei como uma fênix
que cuspirá o fel
dos urubus apavorantes.

Com a florente em meu seio
funesto e implacável,
fossilizarei meu corpo
fornido com minha tristeza,
teu engano,
tua ira
e teu orgulho
que provoca lácrimas
em tua face.

Como arma letal,
incruento,
mata-me.

Deixo a lacuna
que purificada de tanto amor
no calaboiço, importuna teu sono.

               Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".

domingo, 22 de julho de 2012

Escuro Exílio

Imagem do arquivo pessoal.


Sai desta escuridão que te importuna,
da poeira deste exílio
do império do nada.
Livra-te do beijo da micose.

Tu,
um algoz teimoso
idolatrando o demônio maldito
que te fere as costas,
que gargalha as escondidas,
que amaldiçoa a comida
sugando do teu corpo
a alma desprevenida.

Tu,
que fechas vidas
para entrar na escuridão.

Tu
tens no pensamento meu corpo
e tudo te faz lembrar de mim.

             Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610."

                  

terça-feira, 10 de julho de 2012

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Minha Alma

Foto do arquivo pessoal


Minha alma
consumida pelo rancor
vai paralisando tempo a tempo.

Aos poucos, procuro algo
que coma teu ódio,
que aniquile teu egoísmo.

Vai,
que em teu desespero
morrerás de tristeza
com pouca esperança
e muitas ilusões.

Da plateia
todos apáticos
ao teu desencantamento aguado.

Teus olhos
querendo ferir todos
e teus pensamentos mortos.

E eu, . . . e eu ????
Eu!!!! . . . bem longe
 Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610."

sábado, 2 de junho de 2012

Um Magnânimo

 Peço desculpas a classe suína. Foto do arquivo pessoal.



Um magnânimo
dominado por Lúcifer,
torna-se confuso,
precipitadamente incoerente.

Assim, . . .
fere,
arruína,
e mata.

Adquirindo atitudes horrendas
e palavras funestas.

Um magnânimo
dotado de imaginações
imensuráveis
e supostamente imarcescível.

Um homem inxplicável,
infestando o coração
com leis
vindas do paço satânico.
Traiçoeiro de sonhos
manifestando maldições.

Sabendo todos
que em um algures,
em uma greta,
ou neste vegel
cultiva um diabinho 
junto com acauãs pirilâmpicos.

Aviltante em palavras
interdita seres
que não sabem calar.

            Janice Adja 

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal."

terça-feira, 29 de maio de 2012

Criatura Oligofrênica



Este ser, que cheio de quizilas
vive no escuro das trevas.
Onde não sente o equilíbrio do gás
 não tira de si, movimentos secundários.

Secreta a vida vinga com horror
aos  acertos do egoísmo não exógeno.
A vida exorbitante de um traidor
comedor das alegrias alheias.

Criatura quedada no sorumbático,
ato degenerativo não compassivo.
Procurando vida com escárnio,
onde se possa irrigar o gosto do fel.

Criatura oligofrênica,
supremacia da ausência.
Zumbai desta natureza cruel,
que chamamos de Amor.

              Janice Adja


"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610."

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Solidão

Imagem do arquivo pessoal.


 Solidão!!
Coisa de gente morta
que respira o amargo da vida,
que come carne dos urubus síncronos
e que beija os lábios barato.

Solidão!!!!. . .
sentimento de culpa
que faz do seu próprio espírito
seu calvário,
seu crepúsculo.

Do seu lar,
um jazigo túmulo
onde todos que habitam
vivem o seu inferno.

Imprestável
vive a ânsia de uma solidão
que arruína vidas.
Vegetando este tormento
não brota.

Descaído 
não verá
que o sol já nasceu
e que todos 
estão mais próximo
do todo poderoso.

Que o verde
é lindo em todas tonalidades.

Que amar é tão bom
quanto um prato recheado de pimentas
e saboreamos o tempo inteiro.

Que teu sorriso é tão importante
quanto um político corrupto.

Participe mais da tua vida cega
cheia de quisilas.
Acreditando que tudo é do jeito que é
porque Deus quer.
Colocando assim:
à culpa em Deus.

           Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610."

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Quantos ou Quem


 
Imagens do arquivo pessoal.
 

Quantos
é o que não se sabe.

Tudo é tão pouco,
que pode ser insuficiente para todos.

Qualquer vários
é nenhum.

Muito,
é tão pouco para tantos
que é igual a quase nada.

Todos é para muito
tantas que não se sabe
se são para vocês. 

Dele ou dela,
termina sendo nosso.

E nessa ou naquela
de se ter muito,
ninguém tem nada.
Ninguém sabe de nada.

Ter, 
não ter,
ter mais ou menos
ninguém faz doações.
Ninguém é capaz.

Outros,
não se sabe quem.
Quem sabe você sabe???

Tantas,
ficou menos ainda.

Qual ou quem
não é ninguém,
e tudo 
se transforma em pandega.

Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610."

sexta-feira, 11 de maio de 2012

72 - O Pene

Encontrei estas fotos em um folha de revista sem informações sobre sua origem.

O erro
não atrapalha a vida monótona.
Rapidamente,
aprende-se uma linguagem.
Um linguagem renovadoram e insegura
onde  a mente aniquilada,
alimenta-se de cultura apodrecida.
No arco-íris,
as cores em liberdade
vão de um lado a outro.
As nuvens,
dão formas a monstros humanos.
Sem um local relativo,
encontramos a tragédia sifílides.
Sem os valores humanos,
faz surgir variados estilos.
Assim,
o homem perde a referência,
e ter um recomeço dramático
não perturba
o crânio invertebrado dos homens.

Janice Adja

                    "Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610."






As fotos são e uma revista que já não tenho mais. Peço desculpas pela falha não corriqueira.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Coveiro

Coveiro dos meus sonhos,
sepultante de ilusões.
Na tua indelicadeza
fulguras contradições.

Teus desejos,
teus sonhos, . . .
insignificantes serão teus manifestos
com teus pensamentos
fulminantes e transitórios.

Cortejará a alma sebosa
bajuladora de secreção intestinal.

Adejarás no teu destino fúnebre,
onde ninguém,
nem mesmo os estimados
ousariam ter o desprazer
descontente de beijar o inseto.

Protegido
pelas impurezas,
fenecerás nos sombrios
e frios pensamentos soberbos
que falam e pensam mal de mim.


Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Ofício da Morte



Recebes hoje, o ofício da morte.
A intimação para batalha final.
Teu destino imundo e lacerado,
começa a ser banhado
por um líquido infecto contagioso
causado pela pústula maligna
de tua língua como um badalo
em tua boca.

A fedentina de tua garganta infectada
acatarroando teus pulmões,
emporcalha o ar da sala que inspiramos.

Um ser insocial
das ciladas tísicas.

A promiscuidade toma conta
do teu corpo carcinoma.
 Devorado por larvas,
torna-te um molusco infinitésimo.
Enquanto teu corpo desintegra,
teus dedos desarticulam 
sem sons vibrantes
e sem acordes.

É chegada a hora.
A hora de experienciar
o fim da tua vida
sombria e triste.

            Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".


sexta-feira, 13 de abril de 2012

69 - Parte Viva



Chorei.
Chorei até causar erosão.

Erosão,
que escoriou meu coração,
abriu crateras,
fechou tubos
causou confusões.

Ferroada, seccionada
e de tanto sofrer sinistro,
doação
de um coração sintético.

Meu afeto,
borrifado em sangue, e
fadado a defunto vivaz.

O meu anabolismo
com anacronismo em alta,
o tempo que vivo
em completa harmonia,
é o meu ser imortal.
É a parte viva,
não amputável.

          Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".

sábado, 7 de abril de 2012

Canto Lúgubre


Fotos - Cemitério Nossa Senhora da Conceição  - Roraima -Rr em 2011.



Silencioso e calmo
o lugar é um bom lar.
Dormindo sono profundo,
possível não é sonhar.
Entre os cantos lúgubres,
estou em sono excessivo
e inexequivel é te olhar.

E nesta exposição 
de um corpo infirmado,
ausente de angustia,
sofrimento e solidão,
embarco na distanasia
enlutando corações.

Quebrando o meu enguiço,
voarei lampeiramente
em direção da lucerna
dos pequenos que em pranto
sentirão a minha ausência.

E nesta fúnebre solidão,
onde estou a dormir,
tento sonhar
não consigo.
Tento morrer, . . .
já morri.

           Janice Adja

                "Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".








sábado, 31 de março de 2012

65 - Mistifório




Nesta vida loteada de misérias,
seus queixosos em prantos moribundos,
lamentam a fome alastrada
em seus sentidos íntimos da consciência.

O embaralhar de terrenos cultivados,
abraçam indivíduos em sua minoria.
Sujeitos ordinários em sua maioria
de vidas chispadas e lânguidas.

Açoitados pelo amor ambicioso,
provoca a fúria de um povo.
Que lança-se aventureiramente
no esplendor das ilusões.

Encontro-me no estado letárgico,
onde recebo o abraço da poesia.
Minha vida, agressivamente
deixa-me na história lendária.

Neste mistifório, onde me encontro
cheia de desejos eruditos, deito meu corpo
neste monumento funerário.
Lugar ermo e frio, apenas para dormir.

                 Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".  

segunda-feira, 26 de março de 2012

65 - Misericórdia ! ! ! ! !

Catrafiando, o Príncipe não revela
os mistérios da erudição Reinol.
Sevo em seus princípios
não lucíferos nos longos sermões.

Os homens Deusados
semelhança de Deus e do Diabo.
Diabólicos, sem exação
mortifica a pureza humana.

Embaindo os fiéis adeptos
nas facções religiosas.
Fazendo crer na salvação,
os homens de fé. Muita fé, ou nem uma fé.

Afortunando os fieis com cantos
e orações que fazem rolar o tempo.
Fiéis usuarios de livros desodorizantes axilal
adestradores de homens genuflexos ao perdão.

O príncipe inoficioso, repudia riquezas
recebendo numerários dos cândidos fiéis.
Permutando suas riquezas com um reino
na casa de um tal "Senhor".
Os servos, servirão na terra
a um príncipe representante do "Senhor".
Receberão promessas e Paço Celestial,
ofertas ilusórias. Sem uma testemunha.

Como o quitandeiro que escolhe seus frutos,
o célebre "Senhor" reputado, escolhe filhos.
Seleciona por predicados da nobreza
os não vítimas dos injustiçosos Príncipes.

O Senhor acolherá: os homens de bens,
os bem nados, os bem falantes, e anjos de 
branco. Os bem "bonzinhos", terão cobertores
de pétalas, os sonsos troféus em ouro ou prata.

Os que acreditaram 
na liberdade da escolha os de livre arbítrio, 
conquistarão um julgamento impuro.
A vingança do "Senhor" cairá 
sobre os injustiçados com estadias no purgatório.

Alguns,
condenados a vagar sem piedade por anos
em um vale de lágrimas ferventes,
ou até mesmo a beira de um rio 
de águas turbulentas e fria.
 



   Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".





sábado, 24 de março de 2012

Arte de Morrer






Não vai ser possível
esquecerem-me.
Passará o tempo. . . 
verão, . . .
inverno, . . .
primavera, . . .
as folhas cairão.
Ficarei velhinha,
cabelos brancos,
rosto marcado pelo tempo.
Assim,
caminharei para morte
onde fenecerei com . . .
artrite,
artrose, . . .
Ainda nem sei.
Os anos morrerão.
Ficarei perpetuada
na natureza,
nos teus pesadelos,
nos astros,
nos teus anseios.
Assim,
só assim não morrerei
com artrite, nem artrose.
E se eu morrer,
morrerei com ARTE.

            Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".

sábado, 17 de março de 2012

A Morte

















A morte
progride lado a lado
com a tua vida dissimulada e triste.

Teus desejos carnificínos
por mim clamam
a cada instante.

Teus pesadelos
voam como abutres
em teu corpo eivado e frio.

Agora sou teu desejo.
Sou tua vontade de viver.
Sou o teu pensamento
que devora tua alma
sofrendo em segredo
a cada instante
em que meu peito bate
e teu pulmão arqueja.

Tua fragrância malévola,
asfixiando por intoxicação.
Pobre coração malfadado!
Mortuário de sonhos.

            Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".







quinta-feira, 15 de março de 2012

Círculo Para a Morte

















Nasci.
Deste princípio 
caminho em círculo
pelo calvário para morte.

Acionada,
corro atrás de pecúnia
para a sobrevivência
que eu possa despartir com:

Água,
que lave meu corpo, e
irrigue por minhas veias
todo o meu elemento único.

Luz,
que ilumine minha morada.

Alimentos,
para que meu corpo
continue de pé,
com movimentos
do comendo iníquo
que só a sociedade ignívora
sabe oferecer.

Desnutrido,
meu espírito
propaga sentimentos ignotos
a outros seres humanos.

Nesta insolência de vida sensaboria,
continuo o caminho em círculo
pelo calvário para à morte .

                Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".

sábado, 10 de março de 2012

Jardim dos Anjos



Oh, Jardim dos Anjos . . .
teu silêncio é fúnebre.
Anjo do mau?
Anjo do bem?
Anjo, apenas anjo
que morto pela tirania
depredado em agonia,
suspira os últimos
momentos esquálidos.

Tu,
um anjo do bem.
tens em teu sangue,
a alegria de abater
e confranger minha alma.

O teu império egocêntrico,
ignora nossos resultantes:
Um anjo de ideologias,
Um anjo de perseverança,
Um anjo de ilusões.

Que anjo fátuo fui,
acreditei no brilho
do teu olhar e
no teu calor mortal.

Um anjo frio
alimentando-se 
com minhas vísceras,
onde viverei em tua corrente
e em teu coração.
Mesmo que de gelo.

Agradeço
pela mão carrasca,
pelo destino astucioso
e maldito que me presenteias. 

                    Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610".