Portal Para a Morte

domingo, 15 de outubro de 2017

Entrelinhas - 28


A melancolia me deixa
ler com os olhos encharcados de sangue
as entrelinhas que que a vida  expõe.

São palavras sínicas
de sorriso faceiro
de desencontros certos
e de bom entendimento.

Neste momento
o desejo do meu coração
é ser o bobo do circo.
Não. Não é um desejo,  
... é realidade.

Sair pelas ruas descalças
e com meus pés no chão,
caminhar para um destino  
livre é a solução?

Um destino livre 
das entrelinhas que sempre leio.

                             Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610 ." 



quinta-feira, 12 de outubro de 2017

A Dor da Despedida - 24

Dos anos de minha vida,
vi dias, semanas, meses e anos irem ...
sem nunca mais voltarem
para um beijo de despedida.

As partidas que tenho visto 

são repentinas. E não há. . .
beijo de despedida que me faça
ficar feliz por um momento.

Os passos surdos, sem voz 

e sem um lenço para o aceno
revela no sorriso ausente,
a tristeza da partida em retalhos.
                           Janice Adja 



"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610 ." 




quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Depois do Primeiro Impacto

É noite,
e pelas nuvens atravesso
para outros horizontes na escuridão
a qual agora pertenço.

O silêncio é assustador
e caminha comigo 
entre as nuvens escuras do medo.

É uma caminhada árdua 
e sobreviver nesta sombra sombria
não é nada fácil.

Parto a dor em fragmentos.
Pedacinhos minúsculos e luminosos.  
Alguns com sabor mentolado
iluminando meu caminho.

                              Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610 ."

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Mortais - 89

Furtivamente escrevo para liberdade
e para um futuro perceptível.
Minhas palavras letificamente solaz
não libertaram os tiranos do mundo.

Sem benfazejo do tempo
os rostos visivelmente em perigalhos.
Tiranos, 
ouvirão no final dos dias inúteis
palavras com significados aventureiros.

Solpsos, 
estes seres afundarão em palavras movediças. 
Acurarão na fragilidade.
Mortais,
os corpos lapídeos cairão
os escritos caminharão livres. 
Mesmo que amassados.
                 Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610 ."

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Sinais da Nulidade - 86




No momento da minha morte
meu espírito deve estar calmo.

Que chorem os não lucidos!
Chorem por qualquer motivo
seja triste ou alegre.
Que riam,
e se for possível aquela gargalhada.

Que meu túmulo
armazenem as lágrimas frias,
junto a minha solitude mortal
e sem sombras. . . planar.
Não me privem desta homenagem
fúnebre neste leito eterno de terra e pedra.

Deitada, adormecida
e cercada nesta vigília  
por aqueles que ainda caminham
à sombra do tempo.

Pouco à pouco
a casca rugosa do meu corpo
será eliminada.
Serei tragada pela terra escura.

As vozes cavernosas
dos túmulos ecoarão
pelo mundo frio e sombrio.

O medo do caminho
deixa o desconhecido... assustador.
E qualquer coisa é melhor
que as dores dos ossos marfíneos.

Os sinais da nulidade
estão ativos em meu corpo
sem movimentos.

Já não sou tão ranzinza e resmungona!!!

Quero que a vida me presentei
com uma morte serena
mesmo que eu não mereça
e que a minha velhice
tenha sido ou não humilhante.

                  Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610 ."

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Doravante - 63

Doravante,
terei  a melancolia
como companheira todo o tempo.
Nos dias de tempestades
receberei seus conselhos tenebrosos.

O suicídio

não me sai da memoria lacrimosa.

Meus dias serão tão alegres

quanto um céu em tempestade.

Mesmo assim,

serei a mais melancólica feliz.

Procurarei

não procurar nada.
Ter nada já é muito!

Doravante,

minha dor será tão grande quanto o céu.

Meus dias longos

e sem escárnios agressivos
provocarão as feridas
que me levarão ao túmulo.

                     Janice Adja


"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610 ."

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Obra-Prima Literária - 128


Queria eu, ser uma poetisa.
Escrever um poema
titulado de "obra-prima literária".

Uma expressão linguística!
Quero fazer um verso,
um poema, . . . uma poesia
titulado de "obra-prima literária".

Faço poemas curtos,
um poemeto sem valor literário.
Que nunca será uma "obra-prima literária".

Disléxica como sou,
me tornei uma poetastro
e nunca escreverei uma "obra-prima literária".

                           Janice Adja



                "Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610 ."