Portal Para a Morte

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Esperando o Pânico - 73



Sinto o corpo desfalecer.
Estou te esperando, e
quero te encontrar urgente.
Venha logo!
Não desapareça.
Só você me faz sentir viva.
Minhas forças dependem
totalmente de você
do seu olhar sinistro, 
do seu sínico sorriso.
Venha!
Pelo amor que tens ao desespero
deixa eu compartilhar tua mão
e caminharmos juntos 
e sem direção,
arraigar nossas vidas
por toda eternidade.
Meus sonhos dependem
apenas de você.
Você é o meu pensamento 
descobrindo o medo,
tudo que quero é tua força
para que eu possa 
me levantar para a guerra.
Deixe que corra uma lácrima 
em meus olhos sem lucerna.
Venha!
Venha e vamos viver
muitas histórias de dores e sofrimentos.
Só você poderá me salvar
desta luz que consigo seguir.
Fico a espera do teu chegar sangrento.
Só você
para me proteger.
Venha,
Pânico maldito!!!
Eu te espero.
Preciso da tua noite escura
e sem orações, 
quero sentir tua coragem imunda
cheia de lamúrias.
Pânico, Pânico, Pânico,
. . . Pânico, Pânico, 
Pânico, . . .até quando vou te esperar?
Quero sentir meu coração acelerado
em taquicardia plena.

                    Janice Adja


             " Plágio é crime e está previsto no Artigo 184 do Código Penal."


Não temos medo do leão, não temos medo do escuro. Nosso maior medo é da morte, . . .do desconhecido.

2 comentários:

  1. Olá, boa noite!

    Dei uma volta pelo seu blog.

    É interessante e variado.

    Continue!


    Beijinhosss

    ResponderExcluir

Vamos movimentar este blogger.
Deixe seu comentário.